terça-feira, 17 de setembro de 2013

AUTOAMOR E AUTOABANDONO - COMENTÁRIOS SOBRE CO-DEPENDÊNCIA

Wanderley Oliveira

AUTOAMOR E AUTOABANDONO - COMENTÁRIOS SOBRE CO-DEPENDÊNCIA
___________________________________________________
Tem muita gente de bom coração que confunde bondade com ser desprendido de interesses pessoais e assume a postura de ser alguém muito prestativo com o semelhante, a pessoa “boazinha" que faz tudo pelo outro para socorrê-lo ou tomar conta.
Por traz desse comportamento, impropriamente chamado de amor, pode esconder uma terrível doença chamada "co-dependência". É quando a pessoa só acredita que será amada se comportar como uma gestora de mimos, bons tratos e ações pelo bem de todos, não se importando e nem prestigiando a si mesma.
Os co-dependentes, em verdade, são exímios controladores da vida de quem dizem amar. É comum vê-los na atitude de salvadores, isto é, aquele que faz coisas que não quer fazer apenas para continuar “merecendo” o amor das pessoas. Eles não conseguem dizer NÃO.
Outra característica típica de co-dependência é achar que pode mudar as pessoas que ama. E como ninguém nessa vida consegue isso, o co-dependente é alguém profundamente magoado o tempo todo. Para amenizar sua mágoa, adora fazer papel de vítima como se fosse a última alternativa para controlar as pessoas com quem nutre algum nível de afeto.
O assunto é muito vasto. E o que eu gostaria de deixar claro é que essa doença não de cura apenas com livros de autoconhecimento e oração. É preciso tratamento especializado em consultório com um trabalho lento e cuidadoso de educação emocional e psicoterapia.
O fato de você saber que é co-dependente não te faz alguém curado. Esse é um engano que tem tomado conta da vida de muitas pessoas.

INVISTA NA PESSOA MAIS ESPCIAL DA SUA VIDA:VOCÊ