terça-feira, 2 de julho de 2013

Acredite em seus sonhos

Acredite em seus sonhos

Pedi, e dar-se-vos-á, buscai, e achareis; [...] (1)


São muitos os que vivem em função da opinião alheia; valorizam demasiadamente o que os outros pensam a seu respeito e sofrem repetidos conflitos. Por não se libertarem deste comportamento, perdem oportunidades valiosas, que os projetariam vitoriosos, no campo afetivo, profissional, e até mesmo, no campo espiritual.

Quantos projetos, que não saíram do campo das ideias, e outros inconclusos por força da opinião alheia! Quantos sonhos destruídos como efeito de frases como estas: Não dará certo!  Acorde, você está sonhando!

A grande verdade é que no mundo ainda vivem dois tipos de pessoas: As que sonham, e as que têm pesadelos.

As sonhadoras são aquelas que têm um projeto de vida cujo objetivo principal é crescer, sair da estagnação. Estas, mesmo quando sonham sonhos considerados irrealizáveis, não perdem a esperança, persistem e tornam-se vitoriosas.

As outras são aquelas que vivem no mundo atormentadas pelos pesadelos que o medo, a preguiça, a inveja, e o pessimismo geram. Tornam-se destruidoras de sonhos, seus e de outros. A maioria foi movida muito mais por ignorância, do que por maldade.

Todo progresso que até hoje a humanidade alcançou foi fruto da persistência de Espíritos valorosos, que acreditaram em seus sonhos. Apesar das condições adversas, não alimentaram pessimismo e, com determinação, tornaram-se vencedores.

Lembremos uma linda história sobre alguém que transformou seu sonho em realidade:

Era um jovem pobre, filho de lenhador, de aspecto não muito elegante; alto, magro e desengonçado, como se diz na linguagem popular. Alimentava um sonho um tanto quanto audacioso: Ser Presidente dos Estados Unidos da América.

Sempre que passava, algumas pessoas perguntavam: – O que serás, quando te tornares adulto? – Presidente dos Estados Unidos! – Respondia com entusiasmo, o jovem.

Todos riam e debochavam do sonhador.

Para eles seria impossível um pobre filho de lenhador tornar-se presidente da Nação mais poderosa do mundo.

O tempo passou, o jovem deixou o campo e foi para a cidade estudar. Enfrentou dificuldades inúmeras, porém, não foram estas suficientes para fazê-lo desistir do sonho. Formou-se, ingressou na política, sofreu derrotas, mas um dia conquistou a maior vitória – foi eleito Presidente dos Estados Unidos da América.

Quem foi este jovem, dotado de tanta persistência? Deve estar perguntando o leitor. Este jovem foi Abraham Lincoln – um dos maiores estadistas que a humanidade conheceu.

Sonhemos! Sonhar é preciso! Mas não permaneçamos dormindo, pois somente acordados e operantes podemos tornar nossos sonhos realidade.

Sempre surgirá alguém para dizer-nos que é impossível, mas não desistamos.

Quando acreditamos e lutamos por nossos sonhos, aumentamos muito a chance de torná-los realidade. Há mais de dois mil anos Jesus já ensinava: “Pedi, e dar-se-vos-á, buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. Porque todo o que pede, recebe; e o que busca, acha; e a quem bate, abrir-se-á”. (1)

(1) Mateus 7:7-11.

F. ALTAMIR DA CUNHA 
altamir.cunha@bol.com.br
Natal, RN (Brasil)