terça-feira, 29 de outubro de 2013

Responsabilidade adquirida sobre o julgamento ao próximo..

Responsabilidade adquirida sobre o julgamento ao próximo..

Iremos refletir sobre como nossas palavras influenciam negativa ou positivamente dentro de uma casa espirita esqueçamos a questão doutrinaria um pouco e busquemos uma abordagem intra e interpessoal.

Como lideres supostamente religiosos dentro de uma casa Espirita ( sim .....sim..... exatamente o que você leu caro leitor LIDERES RELIGIOSOS pois é assim que a maioria dos dirigentes de casas espiritas são vistos e muitas vezes fazem questão pseudo inconsciente de se manter nesta posição ).Pois bem , como lideres ou como devíamos ser ao menos, pessoas comuns dentro de um Núcleo social,pecamos quando nossa língua é mais rápida em relação as falhas alheias do que nossas próprias e ao longo destes oito anos dentro das casas espiritas disse muitas besteiras devido a personalidade inflada e também já ouvi todos os variados tipos de barbaridades seja em palestras ou comentários feitos em corredores ( haaaa corredores ,se estes falassem!).

Bem, sobre a responsabilidade das palavras relatarei uma ocorrência entre milhares que acontecem no dia a dia com nomes fictícios e vícios usados de forma generalizada que serão necessários para não ferir novamente suscetibilidades.

É necessário que aqueles que estejam a frente das casas espiritas entrem em alerta urgente sobre a responsabilidade do controle dos resultados obtidos em tratamentos diversos seja com Atendimento Fraterno , Cursos Regulares e esporádicos e principalmente se não formam consultas baseados em personalismo....

Vamos ao caso em questão : Maria participava de um curso de especialização mediúnica numa de nossas casas co irmãs em Carapicuíba e ao chegar em casa apos o termino do dia de curso iniciou-se uma discussão com o marido e essa pessoa acabou também por devolver a agressividade.Ao chegar na semana seguinte no curso comentou sobre a situação com o instrutor e esse disse enfaticamente que tudo ocorrerá devido ao seu vicio particular e que enquanto ela não o abandona-se tudo seria desta forma devido a influenciação espiritual que isto atraia e que suas atividades nas casas espiritas estariam comprometidas não possuindo segurança para trabalhar devido ao vicio.A chamada a bronca publica ate que não abalou a pessoa.

Ela analisou da seguinte forma << bem se não ha segurança para os trabalhos devido a influência ,é obvio que não devo trabalhar em Passes , Psicografias , Mediúnicos na Evangelização e por fim optou por um trabalho administrativo , finalmente envolvida pelo desanimo da CULPA a que foi exposta , sucumbiu ao desânimo e parou de frequentar a casa ,parou o evangelho no lar e ate seu trabalho começou a se comprometer.>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>><<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<< (minuto de silêncio)

Neste ponto algumas pessoas estarão dizendo `` Horas mas isso é culpa dela , o desânimo e a desistência´´ e isso é um fato que concordo plenamente o que não concordo é a forma como foi exposta em turma a sua própria culpa e principalmente por não ter nada a ver apontar um vicio alheio como causa direta de uma serie de impossibilidades.
Após ficar em silêncio durante durante longos 15 segundos fiz uma pergunta: Então quer dizer que EU por ser arrogante,orgulhoso,ciumento, autoritário,descrente ,desinteressado, etc etc etc , deva parar o processo de crescimento moral e a oportunidade de interação e doação pessoal  por que alguém que não enxerga seus próprios defeitos aponta os meus se colocando como ÍCONE MORAL????????

Oras meus amigos , esse é o tipo de fato que deveríamos combater dentro de nossas casas Espiritas e isso seria simples se fosse disposto tempo e energia para formar trabalhadores para averiguar resultados sem preconcebimento de fatos , conversando com as pessoas pós tratamento e analisando suas necessidades `` caso tenha ficado alguma duvida´´ ou ouvindo talvez reclamações sobre abordagens ou apontamentos.

Infelizmente esse tipo de ocorrência tem relativa reincidência pois pessoas que agem costumeiramente desta forma sabem o terreno que pisam e invariavelmente suas vitimas conscientemente ou não são pessoas que ou simples no modo de reagir ou ignorantes doutrinários que se escondem devido a incompreensão do que ouvem e sua melhor maneira de lidar com a situação é assumir culpas e medos impostos por pessoas que se julgam pedagogos Espirituais.

Por fim antes de abrir olhos alheios, olhemos mais nosso intimo.